Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 16 - Setembro 2021

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 16 - Setembro 2021

POLÍTICA | COMUNICADO: O deslumbramento das cidades e o esquecimento das serras (PSD Baião)

PSD Baião_2O PSD Baião vem por este meio, demonstrar o seu desagrado e estupefação perante o projeto de resolução no 800/XIV – Concessão de honras de Panteão Nacional a José Maria Eça de Queiroz da Autoria do deputado baionense do Partido Socialista, José Luís Carneiro.

Todos nós conhecemos a importância cultural e literária de Eça de Queiroz, conhecido como um dos maiores romancistas a nível nacional. Não há nenhum aluno que não tenho mergulhado no romance “Os Maias” e nele encontrado a visão do própria sobre a sociedade da época. Não há nenhum baionense que não conheça a descrição da nossa paisagem através de “A Cidades e as Serras”, que personificam a ligação de Eça de Queiroz à sua atual morada, em Santa Cruz do Douro, Baião.

Assim, o PSD Baião acredita que todas as honras e homenagens serão poucas para perpetuar a memória de um distinto cidadão português e digno de honras de Panteão.

O que o PSD Baião não pode compactuar é que esta proposta, tenha partido do único deputado baionense na Assembleia da República, que conhece a importância da permanência deste para o futuro da nossa terra, do nosso turismo e da nossa cultura.

O que o PSD Baião não pode compactuar é que toda a influência e peso político do deputado, secretário geral adjunto do PS, vice-presidente da bancada parlamentar do PS e presidente da Assembleia Municipal de Baião, possui, não tenha sido usado para a concretização efetiva das obras estruturais que há tanto tempo são prometidas ao nosso concelho, tal como a ligação de Baião à Ponte da Ermida ou os efetivos descontos nas portagens do interior ao qual Baião foi vergonhosamente esquecido.

O que o PSD Baião não pode compactuar é que muitos daqueles que tanto erguem a bandeira da descentralização, não entendam que isto, por si só, é também uma forma de centralismo.

Quem não conhece a afirmação de Eça, n’Os Maias de Eça de Queirós: “Lisboa é Portugal.

Fora de Lisboa não há nada. O país está todo entre a Arcada e S. Bento!...”?

Eça dedicou algum do seu tempo a descrever e a mostrar o seu encanto pelas paisagens da nossa terra. Foi também ele levado pela família, de Lisboa para Baião.

Haverá maior honra do que descansar no paraíso que a sua escrita eternizou?

“Daquela janela, aberta sobre as serras, entrevia uma outra vida, que não anda somente cheia do Homem e do tumulto da sua obra. E senti o meu amigo suspirar como quem enfim descansa.” Eça de Queiroz

A Comissão Política do PSD Baião

1 comentário

Comentar notícia