Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

baiaocanal

baiaocanal

PSD | Nota de imprensa | SUBIDA DE PREÇOS NA RECOLHA DE LIXO NO CONCELHO DE BAIÃO...

PSD Baião_2

SUBIDA DE PREÇOS NA RECOLHA DE LIXO NO CONCELHO DE BAIÃO LEVA VEREADORES DA OPOSIÇÃO A VOTAREM CONTRA PROPOSTAAPRESENTADA PELO ATUAL EXECUTIVO DA NOVA TARIFA PARA ANO 2022

Na última reunião de câmara, os vereadores da coligação Com Determinação por Baiãoindicados pelo PPD/PSD, Célia Azevedo e Paulo Portela, apresentaram declaração de voto contra a proposta de aumento dos preços a pagar pelos baionenses para a recolhados lixos no concelho. Para os vereadores, “chegou-se a este ponto sem opção a não ser a subida de valores porque não se salvaguardou este processo com a devida antecedência”. “Estamos sob a tutela da ERSAR há já muitos anos e por isso sabemos o que é preciso prever e fazer. Devíamos ter apostado há mais anos na seletividade dos lixos,na boa gestão dos recursos humanos e na substituição dos equipamentos de recolha na altura certa”, adiantou.

No que diz respeito à nova da tarifa social para recolha de resíduos,os vereadores da oposição afirmam que “não será o melhor caminho”, mas é uma solução imediata para “mitigar o impacto dos aumentos que as famílias vão ter”.

BAIÃO | Feira do Fumeiro, do Cozido à Portuguesa e dos Vinhos de Baião está de regresso com produtos de excelência

fumeiro

A 16.ª Edição da Feira do Fumeiro, do Cozido à Portuguesa e dos Vinhos de Baião volta a ser realizada nos moldes habituais depois de um interregno em 2021, em virtude da pandemia.

Este ano realiza-se entre os dias 1 e 3 de abril, e mais uma vez fará as delícias dos apreciadores destas iguarias baionenses, que já há vários anos são alvo de elogios dos visitantes.

Funcionará num recinto coberto de 1500 metros quadrados, aliando a gastronomia à venda de diversos produtos tradicionais.

A abertura do evento ocorre no dia 1 de abril às 19h00.

Nacional Mudança de hora

d.png

À uma da madrugada em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira, os relógios adiantam-se um total de 60 minutos, o que na prática significa que teremos menos uma hora de sono. Na Região Autónoma dos Açores, verifica-se o mesmo atraso, mas a mudança acontece logo à meia-noite, uma hora antes do que no continente.

MARCO DE CANAVESES | "A força de vencer": Estádio do ADC Várzea do Douro foi requalificado e equipado com relva sintética

Foi inaugurada no passado domingo, dia 20 de março, a requalificação do designado Estádio da Raposeira, do ADC Várzea do Douro, em Marco de Canaveses. 
Referiu o presidente do clube, Augusto Silva,  que “a sensação de estar aqui presente é única. Estamos a inaugurar o novo estádio sintético, com o campo de estádio completamente cheio. É uma alegria aqui para o povo de Várzea e para todos. O clube está super satisfeito com as novas instalações”.
A cerimónia de inauguração contou com as presenças de  Augusto Silva - Presidente da A.D.C. Várzea do Douro, Cristina Vieira - Presidente da Câmara Municipal do Marco, Domingos Neves - Presidente da Junta de Freguesia, Paulo Couto - Vereador do Desporto da Câmara Municipal do Marco.Pelas 16h00 decorreu um jogo dos seniores (Várzea do Douro x FC VBBispo), seguido por um lanche convívio para todos os sócios e simpatizantes.

 

 
 
Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "DOMINGO- DOMINGO-20DEMARÇO DE INAUGURAÇÃO DO ESTÁDIO DA RAPOSEIRA PARTIR DAS14H00 DEJOGO A.D.C. VÁRZEA DO DOURO FC VILA BOA DO BISPO 16H00"
 
 
 
 
 

BAIÃO | Homem de 27 anos foi detido pela GNR, por tráfico de droga, em Baião

Foto de Mais de 14 mil doses de droga, 105 mil euros e 10 viaturas apreendidasSegundo o comunicado da GNR o sujeito tinha em sua posse 15 doses de heroína e seis doses de cocaína.

Trata-se de um homem de 27 anos que, segundo um comunicado divulgado pela GNR, terá sido detido no decurso de uma ação de fiscalização rodoviária.

Os militares da GNR terão abordado a viatura deste homem e detetado um comportamento suspeito, situação que despoletou uma revista pessoal de segurança. Ao ser revistado este homem, foi possível detetar 15 doses de heroína e seis doses de cocaína, culminando na sua apreensão e na detenção do suspeito, como foi referido pela GNR.

O detido foi constituído arguido e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Baião.

BAIÃO | Empreiteiro obtém cerca de três milhões de euros recorrendo a faturas de empresas-fantasma

judiciaria

Em Baião, um empreiteiro da construção civil e dois cúmplices foram detidos por fraude fiscal e branqueamento de capitais. Em causa está a obtenção de dinheiro através de empresas de fachada.

Segundo o Jornal de Notícias (JN), o empreiteiro e os dois cúmplices construíram uma rede de empresas que passavam faturas falsas, para obter reembolsos de IVA. É apontado que, desde 2017, terão obtido, de forma fraudulenta, cerca de três milhões de euros.

O empresário tina duas empresas de construção civil criadas e em funcionamento, mas também cerca de uma dezena de empresas de fachada, sem qualquer atividade, que apenas serviam para passar faturas — que eram depois submetidas ao Fisco para haver reembolso de IVA.

As empresas-fantasma e os seus "gerentes" são das zonas de Baião, Amarante e Marco de Canaveses.

No processo, foram constituídos cerca de 30 arguidos, entre pessoas e empresas suspeitas de participar no esquema em causa. As autoridades fizeram buscas durante a passada quarta-feira, diz ainda o jornal.

Fonte: SAPO 24

Mundo | Preços do petróleo brent caem abaixo de100 dólares o barril

vjjhjk.png

Em termos absolutos, a cotação do Brent baixou 6,02 dólares em relação aos 105,14 com que encerrou as transações na segunda-feira.

Algum otimismo com o diálogo entre ucranianos e russos, a perceção de que a Europa vai continuar a importar petróleo russo a curto prazo, bem como o receio que novos confinamentos na China afetem a procura contribuíram para a descida da cotação.

A descida abaixo do limiar simbólico dos 100 dólares ocorre apenas oito dias depois de a cotação ter quase atingido os 140 dólares, um máximo desde 2008, perante a eventual falta de fornecimento, em resultado das sanções aplicadas à Federação Russa.

"A principal razão para a venda massiva no mercado de petróleo foi o entendimento dos investidores de que a Europa não vai dispensar o petróleo russo imediatamente", disse Fawad Razaqzada, analista da ThinkMarkets.

Ao mesmo tempo, sublinhou, houve outros fatores que contribuíram para a decida da cotação, como o aviso da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para a possibilidade de as consequências económicas da guerra e a inflação reduzirem a procura de petróleo.

Neste sentido, Razaqzada salientou que a subida de casos de contágios com o novo coronavirus na China, que voltou a confinar milhões de pessoas, vai também influenciar a procura e os preços.

A Rystad Energy estimou que um "confinamento severo" na China pode reduzir o seu consumo diário em meio milhão de barris por dia.

As especulações sobre um regresso do petróleo iraniano ao mercado, perante a possibilidade de se levantarem as sanções internacionais a Teerão, também reforçaram a tendência de baixa da cotação do Brent.

petr.png

Estes fatores contrariaram a constatação de que a produção conjunta da OPEP em fevereiro foi inferior ao esperado.

À semelhança do outros mercados de matérias-primas, destacaram os analistas, os futuros do petróleo atravessam uma fase de especial volatilidade, perante a incerteza quanto aos efeitos da guerra na Ucrânia.

"A dependência dos sistemas de algoritmos nos mercados pode converter um pequeno sinal em uma série de desenvolvimentos com impacto nos preços. Isto está a ocorrer com cada vez mais frequência, entre a dúvida causada pela guerra e a incerteza nos mercados financeiros", sustentou Louise Dickson, analista da Rystad Energy.

Fonte: LUSA

Rita Diogo | Ser Mulher

Rita Diogo_1.jpg

Volto a escrever aqui sobre ser mulher e dedico, novamente, a todas as mulheres da minha vida e “da minha alma” (tal como Isabel Allende em Mulheres da Minha Alma). Tenho duas filhas, de 15 e 19 anos, que levam muito a sério as questões da igualdade entre homens e mulheres, percebendo o quanto este conceito emana da liberdade e da não descriminação. Entendem que esta igualdade significa aceitar e valorizar de igual modo as diferenças entre mulheres e de homens e os vários papéis que desempenham na sociedade e que isto de traduz a essência do movimento feminista. O caminho que fizermos será aquele que lhes permitirá, a elas e todas as raparigas e mulheres, serem livres de desenvolver as suas aptidões pessoais, de prosseguir as suas carreiras e de fazer as suas escolhas sem limitações impostas por estereótipos, preconceitos e conceções rígidas dos papeis sociais atribuídos a homens e mulheres. A igualdade entre mulheres e homens é considerada uma questão de Direitos Humanos e uma condição de justiça social, necessária para que as sociedades se tornem mais modernas e mais equitativas. É, por isto, um requisito para o desenvolvimento e uma condição para o exercício efetivo e pleno da cidadania. Infelizmente, a desigualdade existe, por isso prosseguimos num caminho de luta.

Celebrar o dia 8 de março é celebrar os direitos que as mulheres conquistaram até agora, mas também relembrar que ainda há muito por fazer. Causas como o direito ao voto, igualdade salarial, maior representação em cargos de liderança, a proteção em situações de violência física ou psicológica, ou ainda o acesso à educação continuam atuais. Há mais de um século, o Dia Internacional da Mulher é um símbolo das lutas e reivindicações pelos direitos das mulheres. O 8 de março é um momento de reflexão sobre as conquistas das mulheres, mas também um momento de reafirmação da luta contra o sexismo e as desigualdades de género. A Organização das Nações Unidas incorporou, em 1975, esta data no calendário internacional.

Durante os dois anos de pandemia que vivemos, foram a mulheres as primeiras a perder o emprego e/ou a serem transferidas para novos níveis de precariedade. Foram as mulheres as mais sobrecarregadas, acumulando funções em teletrabalho com os cuidados aos filhos, e que sentiram as maiores dificuldades em conciliar a vida profissional com a familiar e pessoal. Assistimos ainda aos níveis avassaladores de violência de género, com destaque para as elevadas denúncias do crime de violência doméstica e o aumento das agressões sexuais e o assédio contra mulheres. Ser mulher ainda significa ser mais vulnerável. Em tempos de guerra, como se vive na Ucrânia, muitas mulheres fogem dos seu país, trazendo os seus filhos, dando origem a números assustadores de mulheres e crianças refugiadas que requerem particular atenção. Outras mulheres, na Ucrânia, preferiram ficar no seu país, lutando, protegendo a sua comunidade e defendendo ativamente a liberdade e a independência, em atos de grande resiliência.

A mudança efetiva tem-se mostrado difícil e lenta para a grande parte das mulheres e raparigas do mundo. Muitos têm sido os obstáculos que permanecem inalterados na lei e na cultura de muitos países. As mulheres continuam a ser desvalorizadas, algo que se traduz, entre outras coisas, nos seus salários: de acordo com a ONU, atualmente, as mulheres continuam a ganhar menos 23% que os homens. Mais graves ainda são os números relativos à violência sexual contra as mulheres: 1 em cada 3 mulheres já sofreu algum tipo de violência física ou sexual; e mais de 200 milhões de mulheres e raparigas foram vítimas da mutilação genital. As violações de direitos, as desigualdades e a violência contra as mulheres são várias, complexas, distintas e tantas vezes invisíveis. Por tudo isto, é tão importante continuar a marcar datas como o 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Por tudo isto, continua a ser fundamental combater toda e qualquer forma de discriminação, desigualdade, desrespeito, violência contra as mulheres. Não quero flores neste dia, quero que lutem ao meu lado!

 

DUAS DE LETRA | Lourdes dos Anjos | UM OUTRO JESUS

Lourdes dos Anjos

O Menino marcou o calendário
Com a data do seu aniversário.
Nasceu na humildade de um curral
Para assim esconder a sua origem real.
Foi chefe sem armas nem coroa
Mas o que sofreu ainda hoje magoa
Falou de paz, igualdade e amor.
Ensinou como fazer um mundo melhor
Morreu numa cruz entre dois condenados
Pedindo ao céu que fossem perdoados.
Em seu nome fizeram-se mártires e santas
Depois, inventaram-se tantas guerras, tantas...
Mas, Jesus não foi, nunca foi
Festa mundana, feira de caprichos ou romaria
É apenas um dos filhos de José e Maria
Jesus não foi, nem nunca há-de ser
A arma que faz o homem morrer.
Não é um altar dourado
Nem um templo fechado
Não é o chefe de papas e cardeais
Não! Jesus é muito, muito mais...
É ALEGRIA, AMOR VERDADE
É FORÇA, PAZ, FRATERNIDADE
É um ano com doze meses
Não é um natal, às vezes
Não é um corpo crucificado, sofrente
É um rosto sereno, sorridente
Não é um embrulho enfeitado com um laço
É um forte e solidário abraço
É a vida que não se esgota numa cruz
É NOME PLURAL, É ESPERANÇA
É SOL, É PAZ, É APENAS JESUS!
LOURDES DOS ANJOS

Natércia Teixeira | ...O olhar vazio denunciava-a.

natercia teixeira.jpg

Círculos escuros em volta dos olhos faziam adivinhar uma noite mal dormida, povoada de fantasmas alimentados a lágrimas ainda insuficientes para lhe deixar a alma limpa.

Fixava a chávena do café que segurava entre as mãos e parecia agarrar-se a ela qual tábua de salvação, para se manter desperta.

Pressentia-lhe a exaustão e procurei encontrar as palavras certas para lhe transmitir algum conforto…só me ocorriam lugares comuns.

Laura, a minha amiga de sempre era a mulher mais extraordinária que conhecia… uma personalidade indecifrável numa imagem desofisticação onde se diluía algo primordial e intocado que lhe conferia um semblante que oscilava entre a candura e a rebeldia.

Aquela mulher era uma fortaleza, lucida e pragmática...menos no que concerne aoque conseguia tocar-lhe a alma.

As tempestades da vida tinham-lhe ensinado a camuflar as fragilidades, não que a tivessem tornado mais forte…mais triste, certamente.

A melancolia que carregava no olhar, marcava-a como uma cicatriz.

Eros, o lobo como eu lhe chamava, aninhava-se colado a ela.

Aquele cão seguia-a como uma sombra…presente na luz e na escuridão.

Não sabia que desapontamento a atormentava, sequer se aquela prostração era resultado de algum ou a soma de muitos, mas conhecia-lhe a falta de limites e a entrega desmedida que inevitavelmente a eles conduzia e para abismos onde brincava às escondidas com a própria vida.

Recordei-me de umaconfidencia, da qual sou fiel depositária.

Muitas vezes falava-me como se o fizesse para si mesma…talvez uma tentativa de catarse…outras, como se escrevesse num diário que se recusava ter, porque provavelmente lhe assustava ter registos para memoria futura.

Escuto-a como um padre em confissão. Sepulto o que me conta e absolvo-a sem penitencia.

Não sei julgar, nem carece de expiação aquele que age com a inocência dos que se doam quase sem contrapartidas.

No dia em causa, estava com uma constipação horrível e ligou-me.

Estranhei o pedido silencioso de ajuda, raro, vindo de alguémque está habituado a cuidar de si mesma sozinha.

Fui ter com ela.

Encontrei-a debilitada…disse-me precisar tomar um antibiótico, mas que tinha dado o que havia conseguido comprar.

Quis perceber o que se passara.

Dias antes, já adoentada tinha ficado em casa.

Ligou ao médico e amigo que mesmo de longe lhe indicou o medicamento a tomar.

O Emanuel continuava a aparecer e a desaparecer-lhe da vida, conforme os humores e conveniências…a mensagem desse dia foimais um migalho que atirou parabenefício próprio.

Também ele adoentado, conhecia-lhe a abnegação e os conhecimentos.

Eu sabia dossentimentos que nutria e a vulnerabilidade em que eles a colocavam…disso,ele também sabia.

Nesse mesmo dia, ela saiu de casa para ir comprar o antibiótico.

Negaram-lho na primeira farmácia a que se dirigiu por não ter prescrição escrita do médico.

Conhecendo-a, sei que não teria insistido em arranjaro medicamento, mas o Emanuel tinha-lhe pedido para se aconselhar junto do amigo sobre o que tomar…e ele estava como ela…talvez pior, porque as constipações são sempre muito mais agressivas e difíceis de suportar no masculino.

Estando o bem-estar do Emanuel em causa,duvidas e hesitações deram aso ao impulso que a fez percorrer as farmácias que conhecia para conseguir uma caixa do antibiótico prescrito.

Encarei-a de frente e vi refletido no olhar que me devolveu, a minha própria indignação, nos seus olhos apenas surgiu um laivo de embaraço de criança apanhada em falta.

Vociferei, num tom mais elevado e rude do que aquele que pretendia:

- E ele aceitou?

- Ele nãosabia…nunca saberá!

Engoli em seco…a raiva e as palavras.

Bendisse a sabedoria ou ardileza do criador por ter remetido o pensamento ao silencio, ou pelo menos por lhe ter dado essa prerrogativa.

Ele não sabia…pois não sabe…nem isso, nem nada e com certeza nunca saberá efetivamente coisa alguma.

Fiz um telefonema e fui eu mesma comprar-lheo antibiótico.

Naquele dia quando de lá saí, arquivei no cofre forte das memórias aquele episódio.

Hoje observo-a equestiono-me quantoà dimensão dedesconsiderações necessárias para que se chegue àquele vazio onde não cabe mais nada.

Mantenho-me em silencio para que o dela me fale.

O Eros sacudiu-se e depositou-lhe a enorme cabeça no colo…obrigando-a a fixa-lo.

Ela sorriu com os olhos e afagou-lhe o pêlo macio, depois voltou a cabeça na minha direção e apenas disse:

- Tinhas razão…o Amor não salva tudo!

 

Natércia Teixeira

In Grãos de Pimenta Rosa