Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 16 - Setembro 2021

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 16 - Setembro 2021

POESIA | A chegada (José Pereira)

A pandemia pode ter mudado o canto deste pardal - GQ | Noticias

Eu sou aquele pardal que canta no nosso terreiro
E em frente ao teu poleiro, eu irei cantar o dia inteiro
Sem medo da gaiola, sem medo de me fazerem prisioneiro
Ando entre a Cidade e as Serras, mas não é pelo poder ou dinheiro

Neste chão onde instalaste o teu poleiro, era onde eu morava
Mas sendo atirado às águas do Douro, eu sonhava e navegava
Vivendo afastado ou emigrado, eu sempre cantava
Acreditando que quando se abrisse a gaiola, para Baião eu voltava

Tão perto ou tão longe, eu sempre regressei na madrugada
Cantando em frente ao teu poleiro, no romper da alvorada
E vou continuar a cantar, pela nossa terra e gente amada
Para que saibam que é possível sonhar e regressar à nossa morada

29/01/2021

https://zedebaiao.com
Zé de Baião

 

2 comentários

Comentar notícia