Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 18 - Outubro 2021

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 18 - Outubro 2021

PSD | Nota de imprensa

PSD Baião_2

Não será motivo de surpresa para o povo baionense que o PSD Baião, assim com a Coligação Com Determinação Por Baião têm vindo a debater-se com a falta de ética que tem sido demonstrada pelo partido socialista na escolha dos cidadãos constituintes da sua tão famosa Comissão de Honra e Apoiantes.

Já denunciamos inúmeras situações de pessoas que prestam publicamente o seu apoio à Candidatura do Sr. Dr. Paulo Pereira, tendo por base algum condicionalismo, promessa, favor político ou qualquer outra contrapartida de índole diversa. Sempre nos posicionamos, publicamente, contra esta espécie de manipulação política, repudiando veemente a atitude e a intensão de quem assim procede.

Deste modo, porque nos regemos sempre pela prática de uma política transparente,não podíamos deixar de vir denunciar um outro caso, talvez o mais gravoso. Falamos, agora, da declaração de apoio emitida pela Sra. Delegada de Saúde Concelhia, Dra. Gabriela Saldanha.

Como é de conhecimento público, um cargo de Coordenação de Saúde Pública, como é aquele que ocupa a Sra. Dra. Gabriela Saldanha, implica o exercício da sua nobre atividade de tutela da saúde pública, de forma imparcial, pautando-se pela manutenção da sua isenção, por razões que, sendo óbvias, se prendem essencialmente pelo direito de acesso a cuidados de saúde que todos devemos ter nos mesmos moldes, independentemente da nossa posição política.

Sabemos de antemão que, nas Eleições Autárquicas do próximo dia 26 de setembro, caberá à Dra. Gabriela Saldanha a função de subscrição dos atestados comprovativos de impossibilidade de praticar os atos de votação, para aqueles que, por padecerem de doença de carácter físico ou psicológico, não consigam, por si mesmos, exercer o voto.

Deste feito, a defesa de quaisquer cores políticas ou partidárias coloca em causa a clareza e transparência de todo um sistema eleitoral. Uma vez mais, não podíamos assistir passivamente à situação descrita, vendo-nos obrigados a expô-la e a condená-la. 

A falta de ética e de decoro na política, a que o partido socialista nos tem vindo a habituar, não passará em branco.

 

A Presidente do PSD Baião

Ana Raquel Azevedo