Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 18 - Outubro 2021

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 18 - Outubro 2021

Estudar e tirar um curso superior ainda compensa? Compensa sim e vou ajudar-te...

por José Pereira (zedebaiao.com), em 17.06.21Ze_2020.jpg

Nos dias de hoje, ouvimos muitas vezes a seguinte frase: “para quê tirares um curso, se vais acabar num emprego não qualificado ou no desemprego?” 

Contudo, é precisamente nos momentos de crise que mais faz sentido combater estes mitos e dar esperança às famílias e aos jovens, designadamente aos mais carenciados e menos informados, demonstrando-lhes que a Educação, o Ensino Superior, a Ciência e a Investigação, continuam a ser as melhores ferramentas para o bom desenvolvimento pessoal e profissional, para a empregabilidade, para o acesso e progresso profissional e, ainda, para a melhoria das condições laborais e salariais, sendo o conhecimento o valor mais precioso da humanidade e tendo este uma enorme utilidade e valor para as mais diversas áreas e profissões.

Assim, só através de uma informação rigorosa sobre os mais diversos benefícios da Educção e do Ensino Superior, seja antes, durante ou após as crises sociais, económicas ou de saúde pública, é que podemos combater os mitos que ainda subsistem.

E "estas dimensões podem e devem ser consideradas pelas famílias e mesmo pelas próprias instituições de ensino superior, até mesmo nas suas estratégias de comunicação e atração de alunos” (Estudo Benefícios do Ensino Superior).

satisfação com ensino superior.jpg

São muitas as vantagens que decorrem do prosseguimento dos estudos superiores e das qualificações profissionais, sejam de base académica, de qualificação e/ou de requalificação profissional ou até mesmo de desenvolvimento e de satisfação pessoal.

Ensino superior mais e melhores competências.jpg

E para o comprovar, passo a apresentar alguns dos factos e números que o comprovam:

  • Em cada 100 jovens da faixa etária da idade dita "normal" de acesso ao ensino superior (20 anos), apenas 40 por cada 100 jovens têm vindo a ingressar no ensino superior (MCTES), havendo a necessidade de reforçar a informação sobre os benefícios, não apenas para os mais jovens, mas também para os maiores de 23 anos, que podem ingressar no ensino superior por via do Regime dos Maiores de 23 anos;
  • Segundo dados recolhidos pela OCDE (2020), um maior nível de escolaridade aumenta a probabilidade de se estar empregado, sendo que:
    • Em média, nos países da OCDE, a taxa de emprego é de 61% para a generalidade dos cidadãos na faixa etária dos 25-34 anos sem ensino secundário, 78% para os que detêm o ensino secundário ou pós-secundário não-superior e 85% para aqueles que têm um curso superior.

Emprego no ensino superior OCDE.jpg

    • Em Portugal e na Europa, a compensação salarial para os que tiraram um curso superior é significativamente superior, quando comparada com os salários dos que têm o ensino secundário ou de nível inferior;
    • Em comparação com aqueles que terminam apenas o ensino secundários, os que terminaram o ensino superior apresentam uma taxa de emprego cerca de 10% superior (OCDE);
    • Ter frequentado a educação pós-secundária ou superior reduz o risco de desemprego;
  • Ensino superior taxa emprego 2017.jpg 

    • Em Portugal a compensação salarial atinge 85% dos trabalhadores com qualificação superior, recebendo estes o dobro do salário mínimo nacional e mantendo-se este indicador acima do salário médio nacional, rendimento este que está apenas ao alcance de 15% da população em geral;
  • Ensino superior realização e autonomia.jpg 

    • Os titulares de um curso superior recebem, em média, +35% do que aqueles que detêm apenas o ensino secundário (OCDE) e +50% do salário/hora para um licenciado, nos primeiros dez anos de experiência profissional (Estudo Benefícios do Ensino Superior);
    • Mesmo em períodos de crise, as pessoas com mais elevados níveis de escolaridade “conseguem arranjar emprego mais facilmente” quando desempregadas.  

N estudante ensino superior 1991_2015.jpg

N diplomados ensino superior 2006_2015.jpg

Muito do que se foi passando ao longo dos séculos ainda informa o ensino superior em Portugal nos dias de hoje.

Logotipo do Estudar (mais) é preciso

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior
 
Grupo de EntreAjuda e
Grupo de Facebook
 
 
Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior

 

Pode candidatar-se através do portal criado para o efeito, aqui.

Também está disponível a submissão de requerimentos à atribuição de Bolsas de Estudo para frequência de estudantes com incapacidade.

Links rápidos:

Perguntas Frequentes sobre Bolsas de Estudo

Prazos de Candidatura a Bolsas de Estudo

Candidatura a Bolsa de Estudo para frequência de estudantes com incapacidade

 

Fontes: 
www.oecd-ilibrary.org/docserver/69096873-en.pdf?expires=1623952870&id=id&accname=guest&checksum=0A65A0BD0F9879BED3B59801EB1D2DF7

https://fronteirasxxi.pt/wp-content/uploads/2018/08/beneficios-do-ensino-superior-introducao-1.pdf

https://www.ffms.pt/FileDownload/5f1b62b7-bf82-4655-81af-2ce5d92778a9/beneficios-do-ensino-superior

https://www.dges.gov.pt/pt/noticia/estudar-mais-e-preciso

1 comentário

Comentar notícia