Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 12 - Julho 2021

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 12 - Julho 2021

DUAS DE LETRA | Lourdes dos Anjos

Lourdes dos Anjos

DÊ-ME A SUA BENÇÃO, MADRINHA!

Para meus padrinhos, os meus pais escolheram os dois irmãos mais novos da minha mãe.
O meu tio Alberto, um homem giraço, muito alto e muito engraçado e a minha tia Preciosa, pequenota, amante do trabalho , adoradora das suas santíssimas vaquinhas que tratava com esmero como se fossem crianças e a quem dava nomes de gente.
Ele partiu cedo para terras do tio Sam mas escrevia-me meia folha de carta que chegava dentro dos envelopes dirigidos à minha mãe e que terminavam sempre com a mesma frase: "um abraço do meu tamanho para uma afilhada "piquena" mas muito linda.Não arrelies a tua mãe , não refiles senão ela "ZAPA-TE"
Lembro-me que aos 10 anos, ofereceu-me um rádio de bolso que era um furor nestas bandas.Aos quinze comprou-me uma"escrava" em ouro que ainda é o meu luxo.Quando casei ofereceu-me uma panela de pressão americana e uns bolívares com que comprei um quadro a óleo que adoro.
Uma pequena grande fortuna que guardo religiosamente
Quando se despediu da vida, tinha-me á cabeceira junto de duas das suas 3 filhas.
Pediu-me para me chegar muito pertinho dele e , sem ninguém contar voltou a dar-me a benção como tinha feito na pia batismal da igreja do Bonfim quase 60 anos antes.
Despediu-se dizendo-me que o meu coração era maior que o meu corpo mas nada se podia fazer...era um defeito de nascença.
Rimo-nos e alguns minutos depois ele partia para junto da mulher que sempre amou , a minha tia Florinda e do resto da família que devia esperá-lo num jardim qualquer com um coreto no meio onde se ouvia tocar a BANDA DE SALREU
A minha madrinha, lutou contra todos os rituais do seu tempo e deu "água pela barba" ao meu avô que queria um mundo correto e limpo feito por si e para os seus.
A minha madrinha, a Preciosa, nunca casou mas decidiu sair de casa, aos 26 anos para se juntar com um homem livre, viúvo, que tinha filhos da idade dela.Era a sua escolha.Estava decidida.E FOI...foi fazer a sua vida sem algemas nem grilhões de"parece mal" ou "o povo fala"
Naquele tempo, foi um escândalo social que fez com que a maioria dos familiares a "esquecessem".
Era muito pecado e nossa senhora não perdoava tais desmandos sem rezas sem promessas mais novenas mais umas esmolas chorudas no dia da procissão.E ela era avessa a essas tretas...
Foi relativamente feliz como a maioria dos mortais.Lutou até tombar no campo de batalha.
Morreu como viveu... verdadeiramente amada por uns poucos e censurada por muitos outros .Incompreendida.Senhora do seu nariz e do seu caminho. 
AMOU-ME COM TODAS AS FORÇAS DA SUA ALMA.
AMOU-ME TANTO COMO AMOU A MINHA MÃE...EU SEI.
ESPERA-ME DE BRAÇOS ABERTOS E QUANDO ME VIR CHEGAR VAI CHAMAR-ME :"MINHA MENINA, MINHA REFILONA, SUA ATREVIDOLA"... 

E ficará à espera da minha resposta :"diz lá o que  me queres minha chalada..."
Para já devem estar todos reunidos, como uma verdadeira alcateia, falando de perdão, de honestidade, de ANJOS e matando saudades e fazendo projetos...para a santa festa de receção aos novos elementos de "cachopos velhos" que ainda ficaram cá em baixo
ATÉ BREVE MINHA GENTE...
SOSSEGUEM E "PORTEM-SE COMO DEVE SER" PARA NÃO VOS EXPULSAREM DAÍ.
TENHO MUITAS SAUDADES DO VOSSO COLO, DOS VOSSOS BEIJOS, DO VOSSO AMOR.
HOJE, APENAS ME FALTAM AS LÁGRIMAS.
MAS, OS ANJOS NÃO CHORAM!

Lourdes Dos Anjos