Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 6 - Abril 2021

BAIÃO CANAL | Jornal N.º 6 - Abril 2021

APAV | Violência contra idosos aumentou mais de 20% em 2020, face a 2019

116 006 | Chamada gratuitaSegundo o Relatório Anual 2020, da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), o número de pessoas idosas vítimas de violência terá aumentado mais de 20% em 2020, face a 2019.

A APAV divulgou hoje as Estatísticas APAV | Relatório Anual 2020. Os dados estatísticos disponibilizados reportam-se aos processos de apoio desenvolvidos presencialmente, por telefone e online, no ano transato, pelos 69 serviços de proximidade da APAV.

Face ao trabalho desenvolvido em conjunto com autoridades e entidades nacionais e internacionais, a APAV apoiou diretamente 13.093 pessoas, de um total de 66.408 atendimentos nos vários serviços de proximidade (Gabinetes de Apoio à Vítima, Equipas Móveis de Apoio à Vítima, Polos de Atendimento em Itinerância, Sistema Integrado de Apoio à Distância, Sub-Redes Especializadas, Casas de Abrigo e Linha Internet Segura).

Cerca de 75% do total de vítimas diretas de crime eram do sexo feminino. As faixas etárias mais frequentes situavam-se entre os 25 e os 54 anos de idade, representando um total de 38,3%.

Já de um total de 13.093 vítimas diretas, a APAV registou 13.113 autores/as de crime. Destes, 65% eram do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 35 e os 54 anos (21,1%).

A APAV destaca que:
• Recebeu uma média de 38 chamadas por dia;
• Apoiou vítimas diretas de 290 municípios dos 308 existentes (94% do território nacional);
• Registou 19.697 crimes e outras formas de violência;
• Promoveu 1.227 atividades formativas (48% destinadas a crianças e jovens).


A atipicidade do ano de 2020, ano pautado pelo aparecimento da pandemia causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, viu o seu reflexo em alguns dos indicadores recolhidos e analisados neste relatório e que, oportunamente serão identificados.

Ainda assim, a APAV procurou ultrapassar as dificuldades encontradas e conseguiu superar-se face ao ano anterior, respondendo aos desafios encontrados. Estivemos na linha da frente, demonstrando a essencialidade dos serviços que disponibilizamos.

Segundo a APAV, o envelhecimento da população mundial, e muito particularmente das sociedades Europeias, constitui um dos maiores desafios do século XXI.

Estima-se que em 2020, 20% da população Europeia tenha 65 ou mais anos de idade, com especial prevalência para pessoas que se situam na faixa dos 80 ou mais anos. Este envelhecimento da sociedade acompanha-se de profundas alterações e desiquilíbrios demográficos e sociais, pelo que se revela essencial desenvolver medidas pluridisciplinares para a promoção da saúde, a prevenção da doença e prestação de cuidados sociais.

Uma senescência saudável é um processo contínuo ao longo do ciclo de vida que deve ser optimizado através da participação e segurança dos mais velhos, preservando a sua atividade, empenhamento social e qualidade de vida. 

A APAV reportou ainda que cinco crianças por dia e 167 mulheres por semana, foram apoiadas por terem sido vítimas de crime de violência. "Dos crimes identificados, a esmagadora maioria foi contra as pessoas e, desses, 75% corresponderam a violência doméstica."