Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BAIÃO CANAL - Jornal

BAIÃO CANAL - Jornal

Lançamento da Campanha “2 Rodas: Agarre-se à Vida”

a.png

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançam amanhã, dia 10 de julho, a Campanha de Segurança Rodoviária “2 Rodas: Agarre-se à Vida”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização (PNF) de 2024.
A decorrer entre os dias 10 e 16 de julho, a campanha tem como objetivo alertar os condutores, nomeadamente os de duas rodas a motor, para uma condução segura, cumprindo as regras do Código da Estrada e evitando comportamentos de risco, como: a condução sob influência do álcool, o excesso de velocidade e a incorreta utilização dos dispositivos de segurança.
A campanha “2 Rodas: Agarre-se à Vida” integrará:
• Ações de sensibilização da ANSR em território continental e dos serviços das administrações regionais dos Açores e da Madeira;
• Operações de fiscalização, pela GNR e pela PSP, com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o PNF de 2024, de forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores.
As ações de sensibilização ocorrerão em simultâneo com operações de fiscalização nas seguintes
localidades:
• Dia 10 de julho | 08h00: EN8-Km 38,9 (Rotunda), Catefica, Torres Vedras (39.059722, -9.241056)
• Dia 11 de julho | 14h00: Avenida António Macedo, Braga (41.543464, -8.439830)
• Dia 12 de julho | 08h00: EN1-Rotunda do Picoto, Santa Maria da Feira (41.010245, -8.554971)
• Dia 15 de julho | 14h00: Avenida Mendes Silva, Coimbra (40.194439, -8.405701)
• Dia 16 de julho | 09h30: EN109-Km 147,2 – Guia, Pombal (39.923020, -8.809120)
A ANSR, a GNR e a PSP relembram que:
• Os utilizadores de motociclos e de ciclomotores, quando envolvidos em acidentes rodoviários, têm um risco mais elevado de sofrer consequências graves do que as pessoas que circulam noutros veículos. Este risco deve-se à sua vulnerabilidade por não possuírem a proteção do habitáculo;
• O uso de capacete de modelo homologado, devidamente apertado e ajustado, reduz em 40% o risco de morte em caso de acidente. A utilização de outros equipamentos de proteção como luvas, botas, blusão com proteções, calças com proteção CE e airbag, contribuem para reduzir a gravidade das consequências em caso de acidente.
Esta é a sétima das 12 campanhas de sensibilização e de fiscalização planeadas para este ano no âmbito do PNF de 2024. Até ao final do ano serão realizadas mais cinco campanhas, uma por mês, com ações de sensibilização e de fiscalização.
As campanhas inseridas nos planos nacionais de fiscalização são realizadas anualmente pela ANSR, GNR e PSP, desde 2020, com temáticas definidas com base nas recomendações europeias estabelecidas para cada um dos anos.
O PNF de 2023 consagrou como prioritários os temas: Velocidade, Álcool, Acessórios de segurança e Telemóvel.
Relativamente a 2024, para além dos quatro temas acima referidos, foi ainda adicionado um novo capítulo sobre a fiscalização dos veículos de duas rodas a motor.
A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de comportamentos seguros na estrada.

Museu do Aljube Resistência e Liberdade

mr.jpg

 
O Museu destaca "Salazar Reabre o Tarrafal, Campo da Morte Lenta. Denúncia e Apelo", uma brochura da autoria da Comissão Executiva da Unidade Democrática Portuguesa, referente à reabertura do Tarrafal em Cabo Verde.
Datado de março de 1963.
PT/MARL/FOP-AM/PUB/BRO/00190.1
Fundo: Francisco de Oliveira Pio

Incêndio em Baião extinto

fo.png

O incêndio com cinco frentes que deflagrou em Baião está extinto

gfr.png

O alerta para o incêndio, nas zonas de Tresouras e Gestaçô,   foi dado às 10h51. Consumindo zonas de mato e eucalipto.o fogo chegou a ter cinco frentes ativas, por volta das 15:00

Segundo  informação disponível na página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, às 19h24 as chamas estavam a ser combatidas por 135 bombeiros, apoiados por 39 viaturas e 10 meios aéreos.