Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BAIÃO CANAL - Jornal

BAIÃO CANAL - Jornal

Pedro Mendes sagra-se Campeão Distrital Absoluto da AXPorto no ISAG

Geral_1.jpg

Geral.jpg

Pedro Mendes conquistou pela primeira vez o título de Campeão Distrital Individual Absoluto de partidas clássicas da Associação de Xadrez do Porto depois de um desempenho quase perfeito na prova acolhida novamente pelo ISAG – European Business School entre os dias 26 e 30 de dezembro.

O xadrezista do Xadrez Colégio EFANOR somou cinco triunfos e dois empates ao longo das sete rondas e, para chegar ao inédito título, beneficiou do triunfo de Sara Soares sobre Francisco Assunção na derradeira partida, terminando com seis pontos conquistados, os mesmos da sua colega de clube, Sara Soares, com esta a ser segunda classificada.

Francisco Assunção da Academia de Xadrez de Gaia entrou na sétima ronda na liderança e a depender apenas de si para conquistar o título, no entanto numa partida disputada até ao último lance, este acabou por ceder frente a Sara Soares, tendo de contentar-se com a terceira posição.

Esta prova atribuiu também o título de campeã distrital feminina de partidas clássicas, com Sara Soares a conquistar título, sendo a melhor participante feminina, e juntando assim o título feminino ao segundo posto na classificação final absoluta.

A última prova do calendário competitivo da Associação de Xadrez do Porto do ano de 2023 levou até ao ISAG – Instituto Superior de Administração e Gestão mais de quatro dezenas de xadrezistas de todas as idades, num regresso da competição de partidas clássicas à Biblioteca do ISAG, espaço onde têm sido coroados alguns dos campeões do xadrez do distrito do Porto."

 

 

Manuel Cardoso (Paradela) | O Barroco Musical

21996877_gykwK.jpeg

Esta nova idade da história da música inicia-se no final da renascença e abarca os séculos XVII e XVIII e tem como limite a Revolução Francesa.

O Barroco foi o mais esplendoroso e fértil período da história da música. Perante a luminosa herança cultural da renascença, o seculo XVII encontra-se diante de um dilema, ou sujeita-se a prosseguir o caminho desse passado, ou reagir abrindo novas perspetivas. Os tempos haviam mudado por isso escolheu a segunda via.

Um novo estilo artístico iria nascer em Itália, e, sobretudo em Roma e  sob o seu impulso tornando-se ela o 1.º grande cliente dos arquitetos, escultores, pintores e músicos do século XVII e XVIII.

A passagem para uma nova época históríco-cultural,  traz sempre consigo um sinal no sentido de instabilidade,  sobretudo na primeira faze da transição.

O Barroco é assim a fase artística em que a energia criadora do homem, se entrega a uma atribulada busca de forma, em que possa realizar-se o novo panorama.

Daí que o sec. XVII procure acima de tudo a liberdade da fantasia, e os efeitos capazes de suscitar emoções desencontradas de preferência à plena contemplação da beleza.

O que é então em música o estilo barroco?

Seria como nas demais artes, um movimento que iria restituir um desejo de renovação da linguagem musical, que representasse com realismo os sentimentos humanos. Todo ele teatral, expressivo e que se iniciará à partida com o género mais específico da sua vitalidade, a Ópera.

E hoje, para não enfadar mais fico-me por aqui, sem que na próxima vez que atormentar os leitores que têm a amabilidade de perder um pouco do seu tempo com a leitura dos artigos que aqui vou publicando, voltar ao mesmo tema.

Manuel Cardoso (Paradela)

 

Vila do Conde

fdt.jpg

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Vila do Conde, ontem, dia 28 de dezembro, recuperou material que havia sido furtado de vários estabelecimentos comerciais e identificou três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 30 e os 36 anos, no concelho de Vila do Conde.
No sequência de uma denúncia por vários furtos num estabelecimento comercial, no concelho de Vila do Conde, os militares da Guarda intercetaram os suspeitos na A28, no concelho de Matosinhos, os quais acabaram por estar envolvidos em acidente de viação, naquela artéria. No decorrer da ação, os suspeitos foram transportados para uma unidade hospitalar. Durante a ação policial, apurou-se que os indivíduos já haviam cometido vários crimes da mesma natureza em outros estabelecimentos comerciais nos concelhos de Aveiro e S. João da Madeira. No seguimento das diligências, foi possível recuperar diverso material, cujo valor ascende aos 30 mil euros, destacando-se:
• Várias peças de vestuário;
• 131 perfumes de diversas marcas;
• Dez malas de diversas marcas;
Os suspeitos foram identificados e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Vila do Conde.
A ação contou com o reforço de militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Matosinhos, do Subdestacamento Territorial da Maia, dos Postos Territoriais de Matosinhos e Póvoa de Varzim, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Matosinhos e ainda do Destacamento de Trânsito do Porto, e com o apoio do INEM.

DUAS DE LETRA - lourdes dos anjos. FELIZ ANO NOVO

A vida não é ,própriamente, uma "bola colorida entre as mãos duma criança " mas vamos acreditar que ,"isto vai meus amigos, isto vai"e por isso fazendo fé nas palavras sábias dos poetas "entremos inseguros, mas entremos...de mãos dadas talvez o fogo nasça, talvez a consoada seja universal" e ficam os votos de um FELIZ 2024 PARA TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE SER MEUS AMIGOS , PARA A BRIGADA DO REUMÁTICO DA TROUPE DE PALAVRAS VIVAS E PARA TODOS OS MEUS FAMILIARES MESMO PARA AQUELES QUE NÃO ME QUERIAM VER NA "FAMILAGE" MAS... PACIÊNCIA ...CALHOU!:
DOS VINTE PRÁ FRENTE-lourdes dos anjos
Aos vinte anos, os mais jovens são todos uma canalhada

191103612_1390070921372867_3425487297424787098_n.j

E ...todos os mais velhos são velhos...gente geada...
Depois as coisas vão mudando muito lentamente
Até aos vinte e cinco são gente acriançada metida em sarilhos
e os que chegaram depois "podiam ser nossos filhos"
Quando os cabelos brancos enchem os espaços
e o reumático mora em cada osso sem portas de saída
fazemos contas e mais contas á nossa já longa vida
e pensamos que desperdiçamos demasiado tempo ...
não acreditando no nosso real envelhecimento
Aos sessenta, os nossos pais até nem são velhotes
os netos fazem-nos ser gente que ainda quer viver
e depois...somos mesmo idosos sem pressa de morrer!
Estou neste grupo da última linha e...
juro-vos que adoro andar por cá...
a velhice dói e MUITAS VEZES já me chateia
mas...ADORO arreliar quem me rodeia.
E andar por aí nas AVENIDAS E RUELAS da VIDA...
AINDA É A MINHA TAREFA PRINCIPAL E PREFERIDA.
Aturem-me com carinho e sem fazer "cara de enjoado"
e...cuidado... apareço a qualquer hora e em qualquer lado .
FELIZ 2024.
src="data:;base64," width="18" />
src="data:;base64," width="18" />
 
 

Pág. 4/4